Carta da Saúde

Notícias do SUS Campinas

Conselho Municipal de Saúde

“Ser Conselheiro de Saúde, é uma honra e uma grande responsabilidade (…) estamos lutando por questões coletivas e por mais cidadania.”

Nesta “Edição Quinze”, a “Carta da Saúde” dá continuidade às entrevistas com os representantes dos trabalhadores e dos trabalhadores gestores eleitos para a nova composição do Conselho Municipal de Saúde (CMS), instância máxima deliberativa do Sistema Único de Saúde (SUS) em Campinas. Nesta edição, a entrevista é com Edson Silveira, gestor ligado ao Departamento de Saúde da Secretaria.

“Este novo Conselho Municipal tem pela frente o debate de questões importantes para a nossa saúde , entre elas o tema das modalidades de gestão do SUS , a questão do financiamento , Recursos Humanos , a Política de Humanização , entre outros e é preciso que  todos os  conselheiros estejam muito envolvidos nestes debates, não só no espaço do Conselho Municipal, mas nos Conselhos Distritais e Locais de Saúde”, disse. Confira a entrevista:

Carta da Saúde – Você já tem alguma experiência como Conselheiro? O que te motivou a candidatar-se ao Conselho Municipal de Saúde?

Edson Silveira: Com relação  ao Controle Social em Campinas, tenho participado em Conselhos de Saúde desde a década de 90, quando ingressei na Prefeitura Municipal de Saúde. No Centro de Saúde Florence, participei como Conselheiro Local de Saúde, pelo segmento trabalhador, aprendendo muito, principalmente com os conselheiros usuários, muitos deles representantes de comunidades locais, presidentes de entidades de bairros, pessoas com grande história de luta nos movimentos populares. Após assumir a Coordenação da então Coordenadoria Distrital de Saúde Oeste, e depois Sudoeste, em 1994, trabalhamos na organização do Conselho Distrital, no processo de distritalização da Prefeitura e da Saúde,  fortalecendo inicialmente os Conselhos Locais de Saúde das Unidades Básicas e do Pronto Atendimento Marina Acosta, que hoje se tornou PA Ouro Verde. Lá na região Sudoeste, os Conselhos de Saúde foram determinantes, como devem ser, na cobrança e na definição dos rumos da Saúde em Campinas, exigindo da gestão melhorias permanentes no acolhimento aos usuários, abertura de novas unidades de saúde, e melhorias nas condições de vida da comunidade. Lutamos muito pelo saneamento básico, habitação, transporte, cultura e lazer, fatores determinantes no processo saúde-doença.

O Sistema Único de Saúde (SUS), só existe e sobrevive de fato, com um Controle Social atuante, forte e participante da Política de Saúde,  nas instâncias Federal, Estadual ou Municipal, muito acima e além dos partidos políticos que estão nos governos , porque o SUS que estamos ajudando a construir e efetivar, traz dentre os seus vários princípios e diretrizes, a luta pela vida , a vida de qualquer pessoa.

Ser Conselheiro de Saúde, é uma honra e uma grande responsabilidade, porque  como conselheiros, ao estarmos  representando nosso segmento e ajudando a definir os rumos da saúde no nosso Município, estamos lutando por questões coletivas e por mais cidadania. Não estamos nesse papel defendendo posições individuais, de corporações profissionais ou  de grupos. Lutamos por ações que promovam ainda mais a  melhoria da saúde no nosso município.

Carta – Na sua opinião, quais são as questões mais importantes a serem debatidas no Conselho?

Edson: O Conselho Municipal  terminou este mês seu Processo Eleitoral, tendo escolhido novos conselheiros municipais e o seu Presidente. Tivemos ainda neste mês a ultima Plenária Preparatória rumo  à  9ª Conferencia Municipal de Saúde, e a Conferencia está marcada para os dias 20, 21 e 22 de maio de 2011 .  Este novo Conselho Municipal tem pela frente o debate de questões importantes para a nossa saúde , entre elas o tema das modalidades de gestão do SUS , a questão do financiamento , Recursos Humanos , a Política de Humanização , entre outros e é preciso que  todos os  conselheiros estejam muito envolvidos nestes debates, não só no espaço do Conselho Municipal, mas nos Conselhos Distritais e Locais de Saúde. É preciso ampliar cada vez mais o debate destes temas, é preciso envolver a sociedade como um todo nestas discussões e isso só iremos conseguir se cada um de nós , Conselheiro Municipal, Distrital ou Local de Saúde estiver exercendo o papel de Conselheiro em plenitude. Somos, antes de tudo, cidadãos, lutando por mais cidadania, esta é uma grande luta.

Dê sua opinião: comunica.smscampinas@gmail.com

Single Post Navigation

One thought on “Conselho Municipal de Saúde

  1. Pingback: Editorial « Carta da Saúde

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: