Carta da Saúde

Notícias do SUS Campinas

Editorial

Quando nos debruçamos para organizar o material que tínhamos em mãos para a edição desta Sétima “Carta” fomos surpreendidos com o que então se revelou aos nossos olhos. Sem uma intencionalidade inicial, em termos de definir previamente um eixo de trabalho na proposição da pauta, obtivemos como produto final matérias que conversavam entre si. Ideias que se encontraram, vibrando com sua potência alegre, neste novo espaço, neste novo território SUS, que é a “Carta”.

O encontro destas ideias e proposições, que contam das ações desenvolvidas por diferentes sujeitos, em diferentes lugares da nossa rede, que mesmo sem se conversarem ou até mesmo se conhecerem, se constituem em um espaço corpóreo/incorpóreo fluido, abstrato, etéreo, onde são gestados os processos de singularização, produzidos a partir de um horizonte ético, de um estilo compartilhado, entre as estrias da organização.

Este é o SUS que dá certo. Ainda temos a força das paixões alegres que dão potência a esta grande máquina de cuidados!

Esta carta é dedicada aos afetos, a alegria que aumenta nossa potência! Estamos em perfeita sintonia.

Como dizia nosso poeta antropofágico Oswald de Andrade: ” A alegria é a prova dos nove. No matriarcado de Pindorama”.

Quando a Francisca, que é agente de saúde do Floresta, na Norô, sugeriu a pauta sobre o Projeto Fala Jovem, que está chegando ao seu oitavo aniversário, não pensávamos que a reportagem estaria em nossas mãos a tempo de ser veiculada  com a do CS Rosália ( atendimento domiciliar a todas as puérperas da área),  do Distrito Norte, que estava planejada para outro momento. E para concluir com chave de ouro, a entrevista com a Maria do Carmo que  olha com toda a atenção para a questão da mortalidade de mães e bebês na cidade, contando a respeito dos comitês criados especialmente para tratar do assunto. É toda uma rede de afetos disponibilizada para o cuidado dispensado à nossa população.

Outra coincidência foi a entrevista com a Eloísa Pimentel sobre a convidativa Ciranda de Ervas da Reabilitação ser publicada justo na semana em que alguns veículos de Imprensa colocaram em dúvida a eficácia da Fitoterapia.

Os Distritos Sul e Sudoeste realizam juntos o  segundo encontro voltado para a saúde dos trabalhadores.  O Fernando e o Alfredo falam mais sobre o tema.

O texto preparatório para o II Fórum de Humanização “Um olhar sobre o trabalho em Saúde” também colabora com as discussões da SIPAT.

Campinas sediou o Encontro Nacional de Vigilância aos Postos de Combustíveis. Quem explica melhor este assunto é a Andréa do Cerest. Não são somente os trabalhadores dos postos, mas é toda a população que pode ficar exposta à contaminação se as autoridades não derem especial atenção ao problema.

E onde não falta afeto é no “Acolhimento dos Novos Trabalhadores”, conforme você pode ver na nova postagem do blogue do Núcleo de Comunicação. Trata-se de um encontro realizado no Centro de Saúde Faria Lima. Tudo isso às vésperas do nosso “II Fórum Municipal de Humanização na Construção de Redes Solidárias”.

Não deixe de ler todas as matérias desta edição sete, a primeira da nossa fase quinzenal. Confira as novidades na “Agenda do SUS Campinas”.

E boa leitura!

Quem somos:

. Núcleo de Comunicação: Adriane Pianowski, Bete Zuza, Cecília Veiga, Eli Fernandes, Fernanda Borges e Marcos Botelho.

Dê sua opinião: comunica.smscampinas@gmail.com

Single Post Navigation

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: