Carta da Saúde

Notícias do SUS Campinas

Nota de pesar: Camile, ex-colega no SUS Campinas, é assassinada

Camile na Parada 2008

É com muito pesar e indignação que escrevemos esta nota de pesar pela perda ocasionada por um crime bárbaro, levando Camile Gerin à morte prematura. Camile era uma colega de trabalho, foi funcionária do Programa Municipal de DST/Aids, também atuou em projetos de prevenção às DST/Aids como agente de campo, além de ativista do movimento LGBTT (Lésbicas, gays, bissexuais, travestis e transexuais).

Sua alegria era contagiante, artista, performer, a vida lhe foi tirada no auge da sua juventude. Indignação pelo crime bárbaro, praticado com absoluta crueldade, que ceifou sua vida. Declaradamente um crime de ódio. No sábado, dia 07, haverá uma manifestação pública exigindo respeito na condução do caso e rigor na aplicação da lei e punição do criminoso.

A Coordenação de Travestis e Transexuais do Identidade – Grupo de Luta pela Diversidade Sexual convoca a todos e todas para um ato público em frente à Estação Cultura, às 10h, segue pela 13 de Maio. “Tornando pública nossa dor e revolta pela morte de Camile Gerin, vítima de homofoboia e sexismo”, informam Suzy Cristel, coordenadora de Travestis e Transexuais do Identidade. 

Na foto que acompanha esta matéria Camile interpreta Carmen Miranda com a música “Chica Chica Boom Chic”, número com que encerrou a Parada LGBTT de Campinas em 2008. Naquele ano, o tema do Mês da Diversidade Sexual de Campinas era justamente: “A Homofobia Mata”. O Identidade pede para que as pessoas que participarem do ato que usem roupas pretas, e tragam seus cartazes de indignação por conta da violência. 

Segundo o site de Direitos Humanos DHNET, os crimes de ódio são caracterizados como  atos ilícitos ou tentativas de tais atos que incluem insultos, danos morais e materiais, agressão física, às vezes chegando ao assassinato, praticados em razão da raça, sexo, religião, orientação sexual ou etnia da vítima. Os crimes de ódio são portanto motivados pelo racismo, machismo, intolerância religiosa, homofobia e etnocentrismo, levando seus atores geralmente a praticarem elevado grau de violência física e desprezo moral contra a vítima, sendo tais mortes muitas vezes antecedidas de tortura, uso de múltiplas armas e grande número de golpes.

Crimes Homofóbicos:

Os crimes praticados contra homossexuais são, na sua maior parte, crimes de ódio, e devem ser referidos como crimes homofóbicos, tendo como motivo a não aceitação e ódio por parte do agressor em relação à vítima por ser gay, lésbica, travesti ou transexual. É impróprio referir-se aos crimes contra homossexuais como “crimes passionais” reservando-se tal denominação apenas às mortes provocadas por ciúme doentio ou decorrente de desentendimento sentimental entre as partes, ocorrendo crimes passionais entre homossexuais, na maioria destes casos, a homofobia está subjacente em tais delitos, explorando o assassino a condição inferior e a fragilidade física ou social da vítima.

Assim como os demais crimes de ódio, o crime homofóbico é marcado pela crueldade do modus operandi do autor ou dos autores, incluindo muitas vezes tortura prévia da vítima, a utilização de diversos instrumentos mortíferos e elevado número de golpes. Como a homofobia permeia todas as áreas culturais e esferas de nossa sociedade, inclusive e particularmente o setor governamental, policial e judiciário, mesmo os crimes mais hediondos contra homossexuais raramente despertam a atenção e empenho das autoridades constituídas que, com indiferença, minimizam a gravidade de tais homicídios ou atribuem à vítima parte da responsabilidade do sinistro, seja por se expor a situações e contactos de risco, seja por tentar “seduzir” o agressor. Devido a tais preconceitos, muitos dos homicídios tendo homossexuais como vítimas não são rigorosamente investigados pela polícia, deixando de registrar, seja no documento policial, seja na mídia, a homofobia como móvel do crime.

Em síntese: na classificação dos crimes de ódio e crimes homofóbicos, não resta dúvida que o homicídio constitui sua expressão mais grave e cruel, assim como nossa principal preocupação, na medida em que redunda no extermínio de um ser humano e violação de nosso bem mais precioso: o direito à vida. Contudo, devem ser consideradas e pesquisadas como crimes homofóbicos todas as demais expressões de preconceito e discriminação motivadas pela homossexualidade alheia, na medida em que constituem manifestações de violência, desrespeito aos direitos humanos e à igualdade de cidadania, sem falar que podem representar o primeiro passo de ações homofóbicas mais agressivas que poderão redundar no extermínio do indivíduo homossexual.

Dê sua opinião: comunica.smscampinas@gmail.com

Single Post Navigation

2 thoughts on “Nota de pesar: Camile, ex-colega no SUS Campinas, é assassinada

  1. Mobilizarmos contra crimes de ódio se faz cada vez mais necessário, especialmente em relação aos mais vulneráveis, comumente femininos, como Camile.
    Em uma sociedade que insiste em confundir visibilidade com menos preconceito, é o tempo de pensarmos as formas veladas e descaradas de preconceitos contra aqueles que exercitam, ainda que contextualmente, uma sexualodade longe da centralidade heterocentrada.
    Contamos com todas e todos no ato deste sábado.
    Até lá!

  2. luma montenegro on said:

    estou ate hoje muito chocada com a morte prematura da camile,foi horrivel o q aquele sujeito fez com ela.isso tem q acabar,basta ate quando vamos passar por isso?temos q lutar pelos nossos direitos,temos q ir a luta sem perder tempo.aqui fica meu desabafo,muitas saudades e sem permitir que esse acontecimento caia no vazio.ou seja q tudo fique na mesma.luma silva -redutora de danos -caps-ad-reviver.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: